Qual o nível da sua liderança?

Vamos falar de uma simples história que pode despertar em você alguns questionamentos sobre o seu nível de liderança.

Quem é você hoje? Pedro ou João? ou até mesmo, quem são os seus funcionários, parceiros ou sócios na seguinte história?

.

O líder de uma empresa chama dois dos seus funcionários, Pedro e João..

Comunica-os individualmente sobre uma confraternização que será realizada na empresa, onde haverá uma conversa sobre a importância da saúde no ambiente de trabalho.

Para a confraternização, pede a eles que providenciem uma fruta para a celebração, de preferência um abacaxi.

.

Pedro ao receber essas informações, logo diz precisar de mais detalhes, pois quer muito acertar, porém o seu líder, sem mais explicações, pede para ele seguir dentro do seu entendimento.

Então, Pedro vai até uma quitanda e ao chegar lá, se decepciona ao saber que o abacaxi estava em falta, mas logo em frente encontra o abacaxi com o dobro do valor.

Focado apenas no abacaxi, cegamente querendo acertar, Pedro volta para o seu líder sem as compras, alegando que o abacaxi estava muito caro, e que precisava de mais detalhes.

.

Observe João!

.

Ao receber as mesmas informações, João segue às compras sem questionar, com muita iniciativa e proatividade.

Chegando na mesma quitanda de frutas, sente falta do abacaxi, mas logo pede mais opções ao vendedor, e com seu próprio dinheiro compra uma sacola com as mais variadas frutas.

Ao levar para seu chefe, João explica como seria interessante essa variedade de frutas em um evento sobre saúde.

.

Após esse episódio, o líder agradece João e faz Pedro observar a atitude do mesmo, assim explica o motivo pelo qual João havia alcançado mais cargos na empresa, ganhando mais em menos tempo de trabalho.

Conclui o líder: “ Pedro, trata-se simplesmente de proatividade, do fator tempo e do nível de comprometimento, e João entendeu rapidamente o que está por trás das atitudes e operações da nossa empresa.”

.

Essa história fala muito para você, sobre atitudes que estão relacionadas diretamente ao seu nível de liderança.

A reflexão desse treinamento é muito importante para a sua vida e para aqueles que estão ao seu redor.

.

Veja bem! Se ao falar com o seu funcionário ou parceiro, você além de ditar as instruções de forma minuciosa, você também faz junto com eles, sua liderança está intitulada como liderança de apoio.

Em um segundo nível desse processo de liderança, agora sem fazer junto, é dado apenas o passo a passo em um espaço de tempo mais reduzido, dessa forma temos o nível de liderança de orientação.

As outras duas etapas seguintes, consideradas como liderança situacional, é quando a situação ocorre e é dado apenas a direção.

Reduzindo esforços, ditando de forma objetiva, no nível de liderança de direção o liderado já se sente tranquilo com as orientações, pois já vivenciou as etapas de apoio e de orientação.

Essa etapa é fundamental quando você já tem, por exemplo, tomadas de decisões que necessariamente precisam ser assertivas, sobretudo, elas são muito direcionadas ao que o liderado já sabe. Importante para cargos de gestão, onde o liderado já entende a dinâmica e já absorveu a visão.

Por fim, o nível de delegação, trata-se de líderes falando para líderes.

Para cargos que necessitam ser rápidos, como diretoria e gestão, o nível de delegação é fundamental.

É imprescindível ter um impasse do ponto de vista do que precisa ser alcançado, afinal o traquejo de mercado é rápido.

.

Entender essa dinâmica das lideranças, é a chave para alcançar um relacionamento melhor com funcionários, colaboradores, parceiros e até sócios que não estão preparados.

.

Sem esse entendimento somos apenas “fazedores” que reproduzem o que o outro está nos dizendo.

.

São esses quatro níveis de liderança, que você deve usar dentro da sua empresa, instituição e do seu projeto, a fim de obter transformações positivas na sua vida e carreira, em resumo:

  • 1º Apoio: Instruções passo a passo, interagindo e fazendo junto.

Esse conhecimento fará você alcançar a paciência necessária com os que precisam, e liberar um pouco mais os que já sabem o que fazer dentro da corporação.

.

Uma visão que pode trazer o equilíbrio, resultando em melhor eficiência e produtividade, uma preparação adequada para explorar competências.

.

Nalígia Cavalcante acrescenta, como é interessante analisar que há aproximadamente dois anos atrás, testes como o Método Company, eram aplicados e funcionavam dentro das corporações.

Concluindo, Nalígia questiona sobre a falta de eficiência dos profissionais e empresas, relacionada a falta desse conhecimento sobre os níveis de liderança e sua aplicação diariamente.

.

Se você procura crescimento pessoal e profissional, quero te ajudar através dos aspectos da neurologia, dentro da personalidade, comportamento, mercado e neurociência.

Faça parte dos nossos Métodos Live, Business e Company.

.

Vamos em frente, juntos somos mais!

Empresário, fundador e CEO do Grupo PRODUZA, publicitário, multiartista, neuropsicobiomédico clínico da saúde.

Empresário, fundador e CEO do Grupo PRODUZA, publicitário, multiartista, neuropsicobiomédico clínico da saúde.