Pelo amor de Deus, pare de julgar a vida alheia e vá a luta!

Tire um tempo e leia isto: Chorar com os que choram até que é fácil. Difícil mesmo é se alegrar com os que se alegram.

Estudando comportamentos, escrevendo sobre psicologia e ajudando individualmente gente todo dia, chego a concluir que respeito começa com o silêncio.

Julgar é algo que acontece, todos fazemos isso. Porém, podemos mudar esse hábito e mostrar aos outros (e a nós mesmos) o poder do respeito e da compaixão com a história alheia.

Veja bem, ninguém sabe ao certo os caminhos tortuosos, os obstáculos, as dores e os desafios superados por alguém.

Se você está no time dos escarnecedores ou vez ou outra vem sendo parte dele, saia disso logo!

Cheira mal e não leva a absolutamente nada hábitos de julgamento e difamação (falar mal e sujar a fama de alguém). Ocupe-se! Vá a luta!

Eu naturalmente me senti por muitas vezes alvejado diante de alguns que, notando algum crescimento ou mudança positiva, logo afastavam-se.

Era algo quase que cinematográfico. Do nada, sumiam! Como a gente acaba sabendo sempre, lá apareciam as verdades… que lástima!

Julgamentos começam no pensar e terminam no agir. Cuidado!

Procuro ensinar que uns tem gosto de vida na boca, lutam contra seus medos, defeitos, buscam propósitos, descobrem vocações, habilidades e acabam optando fazer tudo isso com muito esforço. Resultado? Sucessos! Conquistas!

Na vida, tudo começa no parto ️ e termina na morte. Ambos são aspectos difíceis, dolorosos. Crescer dói. Viver também!

A inveja é um mal que corrói por dentro e apodrece por fora. Elimine já! Vá a luta e seja inspiração.

A vida de que é julgador nunca acaba bem. Faz sentido?

Vamos em frente, juntos somos mais.

A gente se vê.

Álex Cavalcante

Empresário, fundador e CEO do Grupo PRODUZA, publicitário, multiartista, neuropsicobiomédico clínico da saúde.

Empresário, fundador e CEO do Grupo PRODUZA, publicitário, multiartista, neuropsicobiomédico clínico da saúde.