Entropia: Sobre a tal liberdade, mudança e algumas palavras chaves.

Oi pra você! Hoje eu quero te contar algumas percepções do que tenho percebido no consultório, atendendo pacientes no dia a dia e ajudando meus seguidores a mudar e conquistar saúde de verdade, felicidade e bem-estar. Olha que especial isso.

Tenho por certo que algumas palavras são inseparáveis no processo de liberdade e mudança. Quantas delas foram destaque para você aqui neste rápido artigo? Sua mente está pronta? Eu acredito que você não será a mesma pessoa depois do que eu tenho para te contar, acredite.

É cena de filme, mas da vida real. Neste curioso exemplo que eu trouxe, a heróica história do animal começa quando ele aparece no topo do veículo, como se apoiado em cima de uma caixa ou em outros animais. Lentamente, ele começa a se dirigir para o canto do caminhão e…

Veja bem o que uma analogia pode nos ensinar.

Imagine que você segue num caminho que mais parece uma prisão. E o pior? O caminho lhe parece incerto. Sequer lhe passa pela cabeça se há felicidade ou dor, vida ou morte ao fim dessa estrada que você está vivendo.

“é sozinho que a gente se liberta do coletivo opressor”.

Na trajetória, você se percebe repleto de pessoas que estão ali, apáticas, sem vida, praticamente sem sentido algum ou causa vital. Outras, fingem felicidade passageira, mostrando bens materiais homéricos, quase sempre com histórias envolvidas de futilidades em forma de palavras, dentre tantas coisas “instagrameadas.” Mas, num belo dia de sol (ou de chuva) você CANSA! Uma INQUIETUDE toma conta do seu coração.

Depois desse impulso de DENTRO para fora, algo está mexendo com você. Uma palavra que ouviu, uma dor que sentiu, um olhar, uma visão. Isto gerou em você uma CORAGEM para mudar o rumo das coisas! Mas a vontade de mudar persiste. Você sabe que precisa movimentar-se de forma diferente nesse caminho. Nessa altura, você começa a sentir que quanto mais você pensa, mais INDIGNAÇÃO brota do seu interior.

E aí,.. quando você menos espera, nota que pode erguer-se e olhar para cima! Tudo é diferente do que estava acostumado a ver, a sentir. O que você vê? Luz! Uma saída! Uma brecha ou espaço suficiente que pode ser tudo que você precisa naquele momento e, enfim, libertar-se da dor, da angústia, da depressão, da mesmice, da falsidade, das picuinhas, do medo, da mentira, dentre tantas coisas que acontecem quando estamos em grupo, em sociedade, sozinhos e principalmente em família. Por falar nisso, tenho uma frase sempre uso, onde conjuro que “é sozinho que a gente se liberta do coletivo opressor”.

as três maiores causas de doenças do mundo são: desconhecimento, impossibilidade e desobediência.

Mas voltando a história, sem muitas opções ou não sabendo ao certo o que fazer, só lhe resta MOVIMENTAR-SE. Do jeito que der! Se você me acompanha, deve relembrar o tenho dito; mudar não é fácil, não mudar é fatal, só nos resta o movimento, afinal.

Gente, estamos cercados de movimento. O mundo e o universo vivem em entropia, que é uma grandeza termodinâmica. Ela serve para medir o grau de desordem ou de coisas aleatórias de um sistema físico. Mas olha que interessante. Etimologicamente, o termo entropia se originou a partir do grego entropêe, que significa “em mudança”.

Nesses termos “físico-dinâmicos” a palavra ENTROPIA define muito bem os tempos que temos atravessado nesse mundo “VUCA”, um acrônimo traduzido do inglês para se referir a este mundo volátil, incerto (uncertain), complexo e ambíguo.

Sem desejo você não terá ENERGIA suficiente para ser uma pessoa renovada e obter a mais valiosa coragem que muda o rumo da sua história, da sua dor, do seu caminho.

Como você está se preparando para sair da caixa antiga que te LIMITA e viver o novo? Tudo se move! Tudo está em choque e fusão.

Já que estamos na semana da imunidade em saúde integrativa, permita-me algumas palavras contidas nas nossas aulas da Saúdeflix®.

Quando eu pego meu microscópio e observo tecidos e células, vejo movimento. Quando observo células fagócitas usando suas membrana plasmáticas para englobar partículas grandes (fagossoma), vejo movimento. Quando os leucócitos do seu sangue protegem seu corpo através da ingestão (fagocitose) de partículas estranhas, bactérias e células mortas, vejo movimento. Quando eu escrevo esse texto para você e me pego fazendo movimentos musculares involuntários, na tentativa de explicar da melhor forma possível, estou em entropia. Uma folha que balança, grãos de areia na praia, vento, átomos contidos nas ferragens de um automóvel, moléculas da água, criança brincando.

Tudo está em movimento! Tudo é uma questão de obedecer a lei NATURAL das coisas. Insisto em frisar para você o que tenho dito nas consultas, aulas e palestras. Para mim, considerando todas as doenças físicas e mentais que estudo e trato, as três maiores causas de doenças do mundo são: desconhecimento, impossibilidade e desobediência. Em algum momento do caminho a gente estaciona em um desses 3 entendimentos e aí a vida aprisiona. Contudo, como se libertar?

Te digo, peça ajuda! Se você acha que consegue fazer sozinho, dê o primeiro PASSO ou o seu melhor salto. Movimente na direção do seus melhores desejos e busque CONHECIMENTO, remova as LIMITAÇÕES e OBEDEÇA os princípios da liberdade mental e da mudança.

Mas Álex, não sou uma pessoa de desejos. E aí? Procure obtê-los. Há métodos clínicos e específicos para isto. Sem desejo você não terá ENERGIA suficiente para ser uma pessoa renovada e obter a mais valiosa coragem que muda o rumo da sua história, da sua dor, do seu caminho.

Por hoje eu fico por aqui, mas te desejando generosamente SAÚDE, paz e bem.

Vamos em frente? Juntos somos mais!

A gente se vê.

Álex Cavalcante

• saude@alexcavalcante.com.br

Empresário, fundador e CEO do Grupo PRODUZA, publicitário, multiartista, neuropsicobiomédico clínico da saúde.

Empresário, fundador e CEO do Grupo PRODUZA, publicitário, multiartista, neuropsicobiomédico clínico da saúde.