As vezes as coisas mais importantes em nós são desconhecidas de nós mesmos.

Como um corte na mão me ajudou a entender mais da hierarquia das coisas e a ressignificação de tantas outras.

Por Álex Cavalcante

“Sofri um corte profundo na mão. Acidente. Pegou um vaso sanguíneo, pulsou jatos de sangue de volume preocupante.

Como todo acidente, foi coisa rápida, decoração de natal, viagem, escorregou a tesoura. Coisa que você olha pro lado e acontece. (Lembro aqui a importância da vacina antitetânica e um treino básico de primeiro socorros para sua família e o seus mais próximos).

Num rápido instante, cheguei a conclusão que, depois da minha voz, a minha mão direita é a parte mais habilidosa e importante de todo o meu corpo para os meus comportamentos.

A parte mais habilidosa do meu corpo é a que mais me dá resultados e conquistas na vida.

Mas eu não a guardei com atenção por algum momento. Moral da história: a gente às vezes cuida pouco daquilo que é valioso e de fato importante.

Talvez por não lembrar, ou por não saber mesmo o que é que vale de verdade em você.

Não que a gente não cuide, mas é que a vida é feita de decisões, movimentos, que num piscar de olhos, quando estamos desatentos, arrancam da gente o nosso valor, a nossa habilidade, a nossa competência, mesmo que por um momento.

Em muitos casos, perdemos a vida por um momento. Não perca sua vida por um momento! Dando tempo ao tempo e se movimentando na direção de um desejo, as coisas podem melhorar e muito. Você decide! Está com você o cuidar!

Não perca sua vida por um momento!

A lição que aprendo, porque aprendo com os desafios e problemas que atravesso, é que preciso ficar mais atento naquilo que é mais importante.

Proteger mais aquilo que é mais valioso. Não correr riscos desnecessários e desproporcionais ao que tem valor pra mim. Cuidar muito daquilo que me dá muito.

Não sabia que esse texto ia nascer, mas decidi compartilhar com vocês.

Porque agora preciso me adaptar com coisas diferentes, o que vai me ensinar também a descobrir outros valores em mim mesmo.

Até ganhei um carinho por escrito das minhas filhas e descobri que era algo que elas sempre desejavam fazer (não é gesso, mas está valendo rs)

Ressignifique sua dor, conte uma história que não seja de terror.

Aprenda que todo comportamento na vida pode ser ajustado, adaptado, inclusive digitar usando a voz! Santa tecnologia ; )

E agora? Vamos em frente! Agora eu vou ler bem mais neste final de ano, porque escrever, tocar, digitar, dedilhar, clicar, ou acelerar, só no ano que vem.

Feliz natal e boas festas pra você.

Fraterno abraço ; )

#resiliencia #acidente #corte #comportamento #treinamento #positividade #alexcavalcante #metodolive

Empresário, fundador e CEO do Grupo PRODUZA, publicitário, multiartista, neuropsicobiomédico clínico da saúde.

Empresário, fundador e CEO do Grupo PRODUZA, publicitário, multiartista, neuropsicobiomédico clínico da saúde.